Bem vinda ao
Blog da Oya
Aqui a gente fala sobre vários assuntos importantes para sua saúde e sua fertilidade. Pode entrar, fica a vontade!
Fertilidade
Falar de infertilidade também é falar de saúde pública

Falar de (in)fertilidade também é falar sobre saúde pública, sabia? Por mais que o tema pareça restrito às esferas mais íntimas, sendo um tabu até mesmo entre os casais, a infertilidade deveria ser uma pauta na agenda de saúde pública de todos os países.

Ler texto
Falar de fertilidade também é falar de trabalho

As mulheres sempre trabalharam. Quando olhamos para as mulheres negras e das classes mais baixas, vemos que o trabalho fazia parte de suas vidas bem antes da revolução sexual, na maior parte das vezes em posições subalternas. Sem poder de escolha em relação à maternidade, os filhos eram deixados em casa, sob o cuidado de vizinhas ou parentes (também mulheres), e logo começavam a trabalhar também.

Ler texto
Engravidar é mais fácil para quem já teve filhos?

Taí uma questão clássica que surge com frequência nas consultas ginecológicas: será que já ter tido filhos influencia a fertilidade da mulher? A resposta muitas vezes surpreende: não é porque você já é mãe que ser mãe de novo vai ser mais fácil.

Ler texto
Quantos óvulos ainda temos: o xis da questão

Uma das grandes missões da Oya é desmistificar o corpo feminino para que você tenha mais autonomia sobre seu corpo e sobre sua saúde. Uma das formas que encontramos de colocar isso em prática foi através da Descoberta da Fertilidade, que começa a partir de um exame que vai nos permitir calcular a quantas anda sua reserva ovariana.


Ler texto
Congelamento de óvulos, explicado

É até meio futurista pensar em congelar uma parte de você para conservar sua juventude.

Ler texto
Até quando vale a pena congelar meus óvulos?

Já parou pra pensar como as pessoas vivem cada vez mais, mas nosso relógio biológico continua o mesmo?

Ler texto
A mente faz parte do nosso corpo!

Cada vez mais, ouvimos falar de corpo e mente como uma conexão importante para uma vida equilibrada. E sim: a mente pode mesmo influenciar como nosso corpo funciona (e muito!).

Ler texto
Engravidar com SOP: rola ou não rola?

Existem alguns motivos possíveis para a infertilidade feminina. A mais comum de todas é a SOP, a tal da síndrome do ovário policístico. Mas nem todo mundo conhece ainda o que acontece no corpo feminino com essa síndrome.

Ler texto
Conta mais sobre endometriose

Talvez você já tenha ouvido falar em endometriose. Vamos explicar aqui direitinho o que é.

Ler texto
Os mitos da fertilidade

A fertilidade feminina ainda é um assunto pouco falado. Com isso, surgem muitas incertezas e ainda pior: os mitos. Vamos desmistificar alguns deles?

Ler texto
O estresse afeta a fertilidade?

É normal sentir estresse. Estresse é nada mais, nada menos que o seu corpo reagindo fisicamente a um estímulo — seja um prazo curto, uma reunião importante, ou tensões em casa. Quando você tá estressada, o que seu corpo entende é que você tá sendo atacada, entrando no modo “lutar ou fugir”. Já se sentiu assim, né?

Ler texto
Vamos falar sobre fertilidade?

Temos muito o que viver nessa vida, e ter filhos pode ser uma dessas inúmeras possibilidades.  Muitas de nós queremos ter filhos “uuuum dia” - pelo menos é isso que nos acostumamos a responder. Mas mesmo com a frase pronta, a verdade é que a gente não tem certeza de como,  quando ou até mesmo se isso vai acontecer. 


E é por isso que precisamos falar sobre fertilidade.

Ler texto
Me conta mais sobre essa história de reserva ovariana


Se você já deu uma olhadinha aqui no site da Oya, já deve ter se deparado algumas vezes com o termo “reserva ovariana”. Só pelo nome, já é possível matar uma parte da charada: falar de reserva ovariana é falar sobre aqueles óvulos que temos de “estoque” aqui no nosso organismo, que é um dos fatores que determina a nossa vida fértil. 

Ler texto
Qualidade também conta!

Sim, precisamos ter óvulos para sermos férteis, mas não só — esses óvulos precisam ser saudáveis!

Ler texto
Tô tentando mas não tá rolando. Procuro ajuda?

A verdade é que engravidar não é tão simples quanto parece. Um casal leva, em média, 5 a 6 meses. Mas um médico só vai considerar um casal infértil depois de 12 meses tentando (em todos os períodos férteis). Mesmo assim, tudo vai de acordo com a sua idade e seu histórico médico.

Ler texto