O que são óleos essenciais? 05 coisas que você precisa saber

O que são óleos essenciais? 05 coisas que você precisa saber

Falar em óleos essenciais é falar sobre uma sinergia poderosa entre medicina e natureza, o verdadeiro encontro entre a deusa e a ciência que tanto valorizamos por aqui. Se você anda se perguntando o que são óleos essenciais e como pode introduzi-los na sua vida, esse post é para você!

Estamos vivendo um verdadeiro boom do uso de óleos essenciais. Até mesmo quem nunca se interessou por medicinas alternativas, como é o caso da aromaterapia, deve ter ao menos considerado pingar umas gotinhas de lavanda no travesseiro em busca de uma boa noite de sono nos últimos meses ou então jogado algo como "o que são óleos essenciais?" na busca do Google.

Se identificou?

Mas apesar de serem mais populares na medicina complementar e alternativa, os óleos essenciais são usados para fins medicinais há séculos e muitos medicamentos modernos também são derivados dessas substâncias - faz sentido, afinal estamos falando de um conjunto de substâncias químicas altamente concentradas, e é essa complexidade que explica sua ação terapêutica capaz de nos ajudar em diferentes áreas da nossa saúde e bem estar.

Para desbravar esse universo, reunimos aqui 05 curiosidades básicas sobre o que são óleos essenciais - ou melhor, 05 curiosidades essenciais para todo mundo que quer saber mais sobre esse tema fascinante. Vamos juntas?

1) O que são óleos essenciais?

Óleos essenciais são extratos altamente concentrados extraídos de plantas para capturar seus sabores, aromas e propriedades benéficas em geral. Eles são derivados de flores,folhas, raízes e outras partes de plantas.

Os óleos essenciais são obtidos por destilação (via vapor e/ou água) ou por métodos mecânicos, como a prensagem a frio, que retêm o aroma e o sabor naturais da planta, ou a "essência". A forma como essas substâncias são produzidas é muito importante quando analisamos o que são óleos essenciais, porque aqueles obtidos por processos químicos não são considerados verdadeiros óleos essenciais.

É por isso, também, que eles costumam ter um valor elevado. Para você ter uma ideia, são necessários cerca de 200kg de flores de lavanda para se extrair 1kg de óleo - um alerta também para nos atentarmos ao uso desenfreado dos óleos essenciais no dia a dia. Equilíbrio é tudo!

2) Como os óleos essenciais agem no organismo?

Em contato com o organismo, as moléculas dos óleos essenciais atingem o sistema nervoso e a área límbica do cérebro, bem como os hormônios, determinados neurotransmissores e o metabolismo. Elas podem ser absorvidas pela pele (algumas áreas do corpo favorecem a absorção!) ou pela inalação, método mais utilizado pela aromaterapia.

Mas a grande "estrela" quando falamos sobre o que são óleos essenciais e como eles agem é mesmo o sistema límbico, a parte do cérebro que desempenha um papel nas nossas emoções, nos nossos comportamentos e também no olfato. Além disso, o sistema límbico está fortemente envolvido na formação de memórias, o que pode explicar por que cheiros familiares podem desencadear memórias ou emoções.

O sistema límbico também participa do controle de várias funções fisiológicas inconscientes, como respiração, frequência cardíaca e pressão arterial, o que explica os efeitos fisiológicos que os óleos essenciais pode desencadear - e que, cada dia mais, estão chamando atenção da ciência.

3) Óleos essenciais e aromaterapia: tudo a ver!

É praticamente impossível pesquisar o que são óleos essenciais sem se deparar com a história da aromaterapia no meio do caminho. Desde o início dos tempos, as plantas aromáticas têm sido usadas de várias maneiras para perfumar e curar. A aromaterapia utiliza extratos naturais de plantas (como os óleos!) para curar o corpo, a mente e o espírito, promovendo a harmonização da saúde emocional, física e espiritual.

Segundo a Associação Nacional de Aromaterapia Holística dos Estados Unidos, a aromaterapia é simultaneamente uma arte e uma ciência, porque utiliza o conhecimento dos aspectos científicos das plantas e óleos e os combina com a arte de produzir uma mistura benéfica, a partir da necessidade de cada paciente. Basicamente,uma mistura de aromaterapia bem-sucedida é uma sinergia entre o conhecimento profissional de ciência e arte para entender o que são óleos essenciais e como aplicá-los.

4) O boom da aromaterapia no século XXI

O desejo de se reconectar com a natureza e com saberes ancestrais também explica o interesse sobre o que são óleos essenciais e por que é tão fácil cair na graça deles, que abrem as portas para um novo jeito de levar a vida, mais leve e cheio de intenção e presença. Já existem estudos indicaram que os óleos essenciais têm muitos benefícios e são uma forma interessante de tratar diversos problemas de saúde.

No entanto, mais pesquisas são em humanos são necessárias para amparar o seu uso, e essa nova onda de interesse pode ser uma sinalização interessante para o mercado de que vale a pena investir nessa sabedoria preciosa!

5) Cuidados ao utilizar os óleos essenciais

As plantas e produtos à base de ervas contêm muitos compostos bioativos que podem prejudicar a saúde, e os óleos essenciais não são diferentes. Por isso, é importante tomar alguns cuidados na hora de utilizá-los. Olha só:

  • Não ingerir óleos essenciais sem a supervisão de um especialista;
  • Só aplique óleos essenciais na pele se eles estiverem diluídos em algum outro óleo vegetal (que pode ser óleo de coco, semente de uva, abacate ou até mesmo o azeite);
  • Gestantes e crianças devem evitar o contato com óleos essenciais, e o mesmo vale para animais de estimação;
  • Efeitos colaterais comuns incluem irritações na pele, dores de cabeça, ataques de asma e sintomas alérgicos. Se identificar algum destes sintomas, suspenda o uso e procure um médico.

E aí, gostou de saber mais sobre o que são os óleos essenciais? Para saber mais sobre como ciência e natureza podem se unir no cuidado com a sua saúde, confira nossas dicas naturais para aliviar a cólica menstrual!

Leia também:

Depressão em mulheres: o que saúde física tem a ver com isso?

Depressão em mulheres: o que saúde física tem a ver com isso?

Por que falar sobre depressão e especificamente sobre depressão em mulheres? O que nosso corpo e nossa mente têm em comum? Por que uma pessoa desenvolve depressão? Quais são os sintomas de depressão? E, por fim, um quadro depressivo tem cura? Vem com a gente que a conversa vai ser cheia de informação!


Ler texto

Como recuperar o tesão perdido?

Como recuperar o tesão perdido?

"Sexo saudável depende de uma série de elementos. Primeiro, você tem que estar bem, estar seguro, a saúde física e emocional preservada, ou o sexo fica prejudicado. E isso é mais complicado no momento atual.", diz Carmita Abdo, psicóloga e sexóloga.

Ler texto