Assine a newsletter para receber conteúdos exclusivos

A Oya Care

Acreditamos que conhecimento é poder e esse é nosso espaço para falar sobre vários assuntos importantes para sua saúde, sua fertilidade e muito mais. Pode entrar, fique à vontade!

Conheça nossos serviços de ginecologia e sem sair de casa. Com empatia, agendamento rápido e sem preconceitos.
Colunistas
Contracepção
Depoimentos
Fertilidade
Oya Recomenda
Rotina
Saúde
Sexo
Sociedade
Trabalho e Relacionamentos
Anna Vitoria Rocha
Dra. Natalia Ramos
Giuliana
Giuliana Giordano
Laura Máximo
Marina Orlandini
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
Assine nossa newsletter e receba conteúdo exclusivo sobre saúde e autonomia feminina.

Falar de infertilidade é também falar de saúde pública

SUMÁRIO

Falar de (in)fertilidade também é falar sobre saúde pública, sabia? Por mais que o tema pareça restrito às esferas mais íntimas, sendo um tabu até mesmo entre os casais, a infertilidade deveria ser uma pauta na agenda de saúde pública de todos os países.

Estamos falando de uma condição que atinge milhões de pessoas do mundo inteiro, com um impacto profundo sobre o bem-estar físico e mental de cada um. Poder escolher quando e como ter filhos faz parte daquela autonomia individual que também é um direito de todes.

A desigualdade de acesso aos cuidados relativos à fertilidade podem, inclusive, intensificar outras desigualdades sociais, como de renda, gênero e até mesmo racial. Ainda que as tecnologias de reprodução assistida (como a fertilização in vitro e a inseminação artificial) estejam disponíveis há mais de três décadas, os procedimentos ainda são inacessíveis para a maioria das pessoas.

Mas não precisa ser assim, e é por isso que precisamos falar de infertilidade. Por exemplo: você sabia que a infertilidade é uma condição que muitas vezes pode ser prevenida? E, ainda, muitas vezes, tratada?

Veja abaixo 4 motivos para parar e refletir sobre este tema neste mês.

1) Poder escolher quando e como ter filhos é um direito de todes

A conversa sobre a infertilidade não diz respeito apenas à saúde de casais heterossexuais, mas também é uma importante via de inclusão para:

  • Casais formados por pessoas do mesmo sexo;
  • Pessoas que desejam ter filhos sem estar em relacionamentos sexuais;
  • Pessoas que estão fora da idade reprodutiva;
  • Pessoas que enfrentam condições de saúde que afetam a fertilidade (como determinados tipos de câncer e o vírus do HIV).

2) Mais autonomia e segurança para mulheres

Falar de infertilidade é uma forma de diminuir o estigma carregado pelas mulheres, que costumam levar a "culpa" quando surgem dificuldades nessa área. Mesmo que a condição não seja exclusividade dos corpos femininos, as mulheres enfrentam um impacto social negativo maior, que pode incluir violência, divórcio, exclusão social, depressão, ansiedade e baixa autoestima.

3) Prevenção deve ser prioridade (e política de saúde pública)

A infertilidade é uma condição que muitas vezes pode ser prevenida, o que diminui de maneira expressiva a necessidade de tratamentos caros e com baixa disponibilidade.

Algumas políticas públicas podem fazer toda a diferença:

  • Fertilidade (e infertilidade) nas cartilhas de educação sexual;
  • Incentivo a hábitos saudáveis que reduzem o risco de infertilidade (alimentação balanceada, prática de exercícios físicos, conscientização sobre o consumo de álcool e outras drogas);
  • Acesso universal a medidas de prevenção, diagnóstico e tratamento precoce de IST's;
  • Assistência a vítimas de violência sexual e pessoas que passaram pela interrupção de gravidez;
  • Atenção às substâncias tóxicas que podem causar infertilidade (como alguns agrotóxicos);

4) Mais informação, menos medo

Para que que tudo isso se torne uma realidade, precisamos falar sobre infertilidade. Sem medo, sem vergonha, e de cabeça erguida. Se a infertilidade faz parte da sua vida, saiba que você não está só. A conscientização é o primeiro passo para combatermos o estigma e a desigualdade. Vamos juntas?

5) Você não está só

A infertilidade, uma condição que afeta cerca de 7,7% das pessoas com ovários em idade reprodutiva no Brasil (OMS, 1994-2000). Se a infertilidade faz parte da sua vida, saiba que você não está só. A conscientização é o primeiro passo para combatermos o estigma e a desigualdade, e este é o nosso objetivo nesse mês de junho e sempre.

Vamos juntas?

REFERÊNCIAS
A partir de
R$ 200
ou 6x de R$ 33,33
Até 100% reembolsável pelo plano de saúde

Descoberta da Fertilidade

Avaliação preventiva da vida fértil com equipe de ginecologistas especialistas em fertilidade.
R$ 200
ou 6x de R$ 33,33
Conhecer Descoberta
Tudo por apenas
R$ 200
ou 6x de R$ 33,33
*Até 100% reembolsável pelo plano de saúde

Descoberta da Fertilidade

Avaliação preventiva da vida fértil com equipe de ginecologistas especialistas em fertilidade.
Conhecer Descoberta

Leia também

Stephanie Noelle fala sobre fertilidade

Stephanie Noelle: "a Descoberta da Fertilidade foi transformadora"

Em uma carta super sincera, Stephanie Noelle fala sobre sua experiência com a Descoberta da Fertilidade da Oya. Leia!

Ler mais
Mãos se tocando representam a descoberta da fertilidade

Minha experiência com a Descoberta da Fertilidade: Fernanda Antunes, 35

Nove anos depois de uma perda gestacional, Fernanda encara a própria fertilidade com ajuda dos especialistas da Oya Care. Leia mais.

Ler mais
Mulheres em um campo de folhagens que representam fertilidade

Especialista rebate fake news sobre fertilidade feminina

 “Ovário policístico deixa infértil?”: especialista em fertilidade desconstrói esse e outros mitos sobre vida fértil feminina. Leia agora!

Ler mais
9 fatos da cultura pop que marcaram mulheres no último ano

Mês da Mulher: 9 fatos da cultura pop que marcaram mulheres no último ano

Relembre as histórias, as perdas e até as fofocas que impactaram as mulheres desde o último Mês da Mulher. Vem ver!

Ler mais

A Oya Care

Acreditamos que conhecimento é poder e esse é nosso espaço para falar sobre vários assuntos importantes para sua saúde, sua fertilidade e muito mais. Pode entrar, fique à vontade!

Conheça nossos serviços de ginecologia e sem sair de casa. Com empatia, agendamento rápido e sem preconceitos.

Reembolso

O valor do reembolso pode chegar a 100% do valor mediante apresentação de nota fiscal dependendo da cobertura do seu plano.

Para saber mais entre em contato com o seu plano de saúde.

Entendido

Receba conteúdos exclusivos sobre saúde e autonomia feminina:

Nome completo
Email
Idade
É profissional da saúde?

Agradecemos sua inscrição em nossa Newsletter!

Oops! Estamos passando por algum problema técnico, tente mais tarde por favor

Obrigada por se inscrever na nossa Newsletter!

Fale com a gente
Fale pelo WhatsApp