Oya Vibes: Como escolher o vibrador perfeito

Em uma das pesquisas que fizemos nas Terças de Prazer do nosso Instagram, descobrimos que 80% das pessoas nunca explorou a magia dos sex toys simplesmente por não saber como escolher o vibrador perfeito.

Existem aproximadamente 20 modelos disponíveis no mercado hoje, oferecendo diferentes tipos de estímulo para diferentes tipos de corpos e de preferências. Ou seja, opção é o que não falta. Isso é maravilhoso mas, ao mesmo tempo, um grande desafio - afinal, como chegar no match perfeito?


Por aqui não acreditamos que essa pergunta tenha uma resposta única para cada pessoa, e está mais do que permitido e incentivado variar o brinquedo de acordo com a vibe do dia. Mas isso não diminui a importância da informação e do autoconhecimento nesse processo, já que é muito mais fácil chegar a uma resposta quando você já sabe do que gosta e do que não gosta. 


Mas… como assim?


Essa é, no fundo, a pergunta escondida por trás de cada dúvida sobre como escolher o vibrador perfeito: e aí, do que você gosta? 


Parece simples, mas a história se complica quando pensamos em como crescemos alienadas do nosso corpo, e principalmente do nosso prazer. Para muitas mulheres ainda é difícil pensar nessa dimensão da vida como algo próprio, independente de outra pessoa, mas não precisa ser assim pra sempre.


O principal antídoto para essa dúvida cruel é simplesmente estar disposta a fazer uma investigação deliciosa, onde você é ao mesmo tempo cientista e objeto de estudo. E se falar vibradores (ou até mesmo de masturbação) ainda te faz tremer de vergonha, que tal encarar o objeto como uma ferramenta de autocuidado e autoconhecimento? 


É um presente seu para você mesma, um voto de confiança no amor próprio que pode também ser dividido com quem você gosta, tornando as relações muito mais gostosas e divertidas. Que tal aproveitar que o dia dos namorades tá aí para (se) dar uma chance?


Selecionamos alguns modelos para te acompanhar nesses primeiros passos, olha só!

Bullet: pequeno e poderoso


Ideal para marinheiras de primeira viagem, os bullets são pequenos, discretos e versáteis, mas não deixam a desejar quando o assunto é potência. Seu formato de cápsula lembra também uma bala de munição ("bullet", em inglês) e oferece inúmeras possibilidades de estímulo, podendo ser usado por todo o corpo (lembre-se: nossas zonas erógenas vão muito além da região íntima!) e principalmente no clitóris, a cereja do bolo. 


Dica de amiga: aproveite a portabilidade para levá-lo com você para todos os lugares!

Rabbit: para acariciar dois coelhos com uma vibração só


Um dos modelos de vibrador mais populares do mercado, e não é difícil entender o motivo. Seu formato é pensado para oferecer um estímulo duplo, interno e externo, podendo ser usado para estimular o clitóris e também para penetração. Quem está em busca de uma experiência realmente vibrante deve ficar de olho para escolher um modelo com motor duplo, assim é possível experimentar modos e intensidades de vibração diferentes nos dois pontos ao mesmo tempo.


Dica de amiga: alguns modelos são rotativos, outros possuem texturas especiais, o que não falta é opção!

Ponto G: anatomicamente preparado para chegar #lá

Para fãs de estimulação interna que desejam dar um passo além em busca do ponto G, o Santo Graal do prazer feminino. É impossível dizer exatamente onde fica o ponto G, já que cada corpo é diferente, mas ele está a cerca de 3 a 7 centímetros da entrada do canal vaginal, e pode ser identificado pelo toque: você vai sentir um pequeno recuo na parede do canal vaginal, mais ou menos do tamanho de uma moeda, e até a mucosa da região possui uma textura diferente.

Os estimuladores voltados para o ponto G possuem uma curvinha na ponta feita para encaixar nesse botãozinho maravilhoso, e pode ser tanto seu parceiro de busca como também a ferramenta perfeita para tirar o máximo de proveito da sua descoberta.

Dica de amiga: você pode começar a busca pelo ponto G usando os dedos, caso se sinta mais confortável. Os lubrificantes também são excelentes parceiros nessa hora!

Sugador clitoriano: não é feitiçaria, é tecnologia

Principal novidade no mercado de sex toys, os sugadores fazem exatamente isso aí que você está pensando. Graças a uma nova tecnologia que trabalha com sucção por ondas de pressão e pulsação, esse brinquedinho consegue simular a sensação do sexo oral e algumas marcas prometem orgasmos potentes com apenas 3 minutos de uso. 

Dica de amiga: basta encaixar a boquinha do aparelho direto no clitóris para que ele faça sua mágica! ;)

Cápsula vibratória: para quem está em busca de algo diferente

Outro must have para quem gosta de estimulação interna e externa, a cápsula vibratória reúne o melhor dos dois mundos, podendo ser usada tanto como massageador para o clitóris e outras zonas erógenas, quanto para penetração. Alguns modelos funcionam também como acessório de pompoarismo, a ginástica da ppk.

A técnica consiste em exercícios de contração dos músculos do períneo e da vagina e tem como objetivo fortalecer o assoalho pélvico, potencializando o prazer na hora do sexo, aliviando cólicas menstruais e ajudando também nos movimentos do pré e pós-parto.

Dica de amiga: alguns modelos possuem controle remoto, perfeito para o uso em casal 🔥

Além de prazeroso, o orgasmo traz inúmeros benefícios para a nossa saúde física. Um deles é o alívio das cólicas menstruais, sabia? Vem com a gente até o próximo post para saber mais sobre a ciência por trás dessa e outras dicas 100% naturais para te ajudar naqueles dias :)







Leia também:
Como recuperar o tesão perdido?

"Sexo saudável depende de uma série de elementos. Primeiro, você tem que estar bem, estar seguro, a saúde física e emocional preservada, ou o sexo fica prejudicado. E isso é mais complicado no momento atual.", diz Carmita Abdo, psicóloga e sexóloga.

Ler texto
Minha experiência com a Oya - por Maria Luiza

"Não precisei escolher entre ser mãe ou ser uma boa profissional: eu posso ser as duas coisas!", Maria Luiza, nossa oyana, percebeu isso ao passar pela Descoberta da Fertilidade e por isso topou dividir com a gente todas as emoções do processo.

Ler texto